segunda-feira, 28 de maio de 2018

Era digital e a volta das agendas e planners



           Há quatro anos surgia uma campanha chamada #aletradaspessoas. Em uma época digital em que as máquinas dominam, as letras ficam mais destreinadas e a gramática também. Estamos acostumados a escrever com abreviações, a usar “x” no lugar de “ch” e as vezes até dificuldade de compreensão. A #aletradaspessoas trazia posts onde pessoas escreviam com letra cursiva e mostravam sua personalidade. O lema da campanha era “uma coisa que a gente não conhece mais – a letra das pessoas”.
            Alguns anos depois vejo o surgimento de uma ideia ainda mais legal: o sucesso dos planners e a volta das agendas como ferramenta de organização e fofura. Além de ajudar nos compromissos e contatos, essas duas belezuras nos permitem soltar a criatividade com desenhos, adesivos, canetas coloridas e frases inspiração.


            Acredito que esse boom tenha sido em parte pela necessidade de personalização e de delicadeza no nosso dia a dia. Com tantas coisas sendo feitas digitalmente, perdemos o contato com o papel e com nossa criatividade. Na era digital, as coisas acabam sendo padrão e, depois de tantos anos ouvindo que agenda da Mônica é coisa de criança, chegamos finalmente na idade em que ninguém pode nos julgar por nossas escolhas fofas.


            Adoro a internet e as facilidades da vida digital, mas também sou grata por poder usar clips fofolentos, canetas coloridas e com cheiros. Além disso, posso divulgar e compartilhar trabalhos maravilhosos de outras criativas que fazem adesivos e criam frases inspiração. Posso me expressar pela caligrafia depois de um dia resolvendo pepinos pelo computador e pelo celular.


            Na verdade, se a gente pensar bem, os planners e as agendas servem como ponto de equilíbrio na vida digital. São apaixonantes por trazerem novas opções e novas sensações. Mas são tão atraentes porque passamos o dia teclando, então são meio que uma válvula de escape. Resumindo, tudo na vida tem um lado bom e viva as coisas fofas que te fazem sorrir! 


                                                            Já decorou seu planner hoje? 

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Sobre coisas fofas e produtividade




Sou daquelas que acredita no poder das coisas fofas para melhorar nosso humor e ver a vida de maneira mais bonita e positiva. Aqui na Cogumelo, são os pequenos e coloridos detalhes que deixam o dia e o trabalho mais divertidos. Além de serem fofas e decorativas, as peças produzidas pelo ateliê são ótimas para deixar seu Home Office ou seus estudos mais convidativos. Pois vamos ser sinceras, que graça tem uma escrivaninha ou um escritório sem cor?


Quando temos coisas fofas, ficamos mais dispostas para trabalhar e produzir. Olhar para um mural com clipes fofolentos ou ter aquele marca-página da Alice faz com que a gente tenha mais cuidado com nossas coisas, tenha mais orgulho em compartilhar o que acontece nos bastidores e levamos sem problemas nosso material de trabalho para um café (com um pouco de receio de perder um chaveiro, mas essas coisas fazem parte).


O mais interessante disso tudo é que a tão sonhada produtividade não é apenas uma questão de organização, mas também de ferramentas. É preciso separar seu material para não perder tempo procurando, como também ajuda muito ter uma caneca com frase inspiradora que de te dê forças para continuar um dia de trabalho. As possibilidades são várias.


Outra questão é se sentir confortável e motivada no seu ambiente de trabalho. Se você acha seu caderno sem graça, dificilmente vai ter vontade de atualizar seu fluxo de caixa. Se sua caneca é simples e tipo aquelas que você ganhou de brinde, é mais difícil escrever bilhetes para clientes e colocar as metas no papel.



                 Por isso, aposte em um mundo cheio de coisas fofas que te fazem feliz.. e produtiva!

Um grande beijo 


5 formas para deixar seu home office mais fofo e produtivo

Um espaço bem decorado encanta muita gente, não é verdade? Parece que fica mais convidativo, mais produtivo. Quantas vezes dizemos...